• Diálogo entre Narada e Sanatkumara (Chandogya Upanishad)

    O conhecedor da Verdade não vê morte, nem doença, nem sofrimento. O conhecedor da Verdade vê tudo o que há para ser visto e obtém tudo em todos os lugares. Ele é uno com a criação, torna-se três, torna-se cinco, torna-se sete, torna-se nove, logo ele é chamado onze, cem, e dez e mil e vinte.


    tradução por Pedro Kupfer


  • Meditação no sahasrara chakra

    Este exercício combina mantra, bhrūmadhya dṛṣṭi, visualização e respiração pelo sahāsrara. O efeito sobre a consciência é explosivo, justamente por ter a energia como veículo. Dizem os śāstras que a expansão da consciência, levada pelo prāṇa, é ilimitada.  


    Pedro Kupfer


  • Meditação no soma chakra

    Este chakra está no centro da testa, acima do ājña. Soma é o néctar lunar, também é chamado amṛta, que significa imortal. Aconselhamos esta meditação para o dia da lua cheia, fazendo antes trātaka sobre o disco lunar, quando está nascendo no horizonte. Não recomendamos esta meditação quando a lua cheia estiver descendo no horizonte, de manhã cedo.  


    Pedro Kupfer


  • Meditação no ajña chakra

    Sinopse: a meditação no sexto chakra começa com kaya sthairyaṁ, segue com ākāśa prāṇāyāma,bhrūmadhya dṛṣṭi, bīja mantra, visualização do yantra e respiração pelo chakra. O ājña corresponde aostattvas manas, buddhi e ahaṁkāra (mente, inteligência e ego). Meditando sobre ele, conseguimos estabelecer o desapego e a não-identificação com dualidades e desejos.


    Pedro Kupfer


  • A História de Satyakama

    Este fragmento da Chandogya Upaniṣad revela, através da belíssima história do jovem Satyakāma, a maneira em que, na Índia antiga, o autoconhecimento era acessível a todos, independentemente de posição social. Filho de uma prostituta, ele desconhece sua linhagem, mas ainda assim não hesita em se apresentar um mestre para lhe pedir instrução. O guru o aceita sem reservas, e lhe propõe uma provação: morar no mato sozinho por um período. Nesse período, ele será instruído pelos animais selvagens, bem como por Agni, o fogo sagrado.  


    tradução por Pedro Kupfer


  • Meditação no vishuddha chakra

    Esta prática de meditação sobre o centro de força da garganta inclui ākāśa prāṇāyāma, bīja mantra e visualização. O viśuddha se vincula ao elemento ākāśa (espaço), à eloqüência e ao dom de interpretação das escrituras. O desenvolvimento deste centro de força permite ao praticante ser mestre de si próprio, desenvolvendo a qualidade da independência.


    Pedro Kupfer


Primeira < 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 > Última

Cursos

  • Formação em Yoga :: Ubatuba

    com Pedro Kupfer
    Ubatuba, SP, Brasil
  • Formação em Yoga :: Módulo III :: Muṇḍakopaniṣad

    com Pedro Kupfer
    Ubatuba, SP, Brasil
  • Yoga e Vedānta na Índia

    com Ângela Sundari e Pedro Kupfer
    Tiruvannamalai e Rishikesh, Índia
  • Formação em Yoga :: Portugal, Módulo I

    com Pedro Kupfer
    Ericeira, Portugal
  • Cursos, Viagens e Eventos

    com Pedro Kupfer
    no Brasil, em Portugal e na Índia