Estes mantras podem ser feitos junto com os doze movimentos do sūrya namaskāram, a saudação ao sol tradicional, associando igualmente esses movimentos com a respiração.

1. Oṁ mitrāya namaḥ: saudação ao amigo de todos.

2. Oṁ ravāye namaḥ: saudação àquele que brilha.

3. Oṁ sūryāya namaḥ: saudação àquele que gera atividade.

4. Oṁ bhānave namaḥ: saudação àquele que ilumina.

5. Oṁ khagāya namaḥ: saudação àquele que se move rapidamente no céu.

6. Oṁ puṣṇe namaḥ: saudação àquele que dá força e alimenta.

7. Oṁ hiranyagarbhāya namaḥ: saudação ao embrião dourado.

8. Oṁ mārichāye namaḥ: saudação ao senhor do entardecer.

9. Oṁ ādityāya namaḥ: saudação ao filho de Āditi, a mãe cósmica.

10. Oṁ sāvitre namaḥ: saudação ao poder efulgente do sol.

11. Oṁ ārkāya namaḥ: saudação àquele que é digno de ser reverenciado.


12. Oṁ bhāskarāya namaḥ: saudação àquele que conduz à iluminação.

 \\\

Respiração, āsana e movimento

1. Oṁ mitrāya namaḥ: iniciamos o sūrya namaskāram em pé, no taḍāsana, com as palmas unidas frente ao coração, em añjali mudrā.

2. Oṁ ravāye namaḥ: inspirando, elevamos os braços por cima da cabeça e estendendo suavemente a região dorsal, fazendo ūrdvahastāsana.

3. Oṁ sūryāya namaḥ: expirando, fazemos uma flexão do quadril e o tronco, aproximando as mãos dos pés, em pādahastāsana.

4. Oṁ bhānave namaḥ: inspirando, damos um passo para trás com a perna direita, passando para o añjaneyāsana, com as mãos apoiadas no chão, aos lados do pé esquerdo.

5. Oṁ khagāya namaḥ: retendo o ar com os pulmões cheios fazemos chatuspādāsana, a postura de apoio nas mãos e nos pés.

6. Oṁ puṣṇe namaḥ: expirando, descemos o tronco até apoiar o tórax e as pernas no chão em namaskārāsana ou aṣṭāṅganamaskārāsana (se não quisermos forçar a lombar, apoiamos também a pelve).

7. Oṁ hiranyagarbhāya namaḥ: inspirando, passamos à postura da cobra, bhujaṅgāsana, ativando os braços, eleando os ombros e estendendo a dorsal, com cuidado para não comprimir a lombar e a cervical.

8. Oṁ mārichāye namaḥ: expirando, passamos à postura do cachorro que olha para baixo, adhomukhasvānāsana, com apoio nas mãos e nos pés, fletindo a anca, tracionando a coluna e mantendo o cóccix voltado para cima.

9. Oṁ ādityāya namaḥ: inspirando, voltamos ao añjaneyāsana, dando um passo à frente com o pé direito.

10. Oṁ sāvitre namaḥ: expirando, juntamos os pés e repetimos o pādahastāsana, em pé, mantendo as mãos perto dos pés.

11. Oṁ ārkāya namaḥ: inspirando, elevamos o tronco e os braços até a verticalidade, fazendo uma suave extensão dorsal, novamente em ūrdvahastāsana.


12. Oṁ bhāskarāya namaḥ: expirando concluímos, voltando à postura inicial em pé, com as mãos juntas.

 

ॐ ॐ ॐ ॐ ॐ ॐ ॐ ॐ ॐ

Advertências 

1. Estas instruções são aqui dadas à guisa de complemento às práticas e não têm a pretensão de substituir um professor em sala de aula.

2. Não pratique estes movimentos sem a supervisão, instruções e eventuais correções de um instrutor qualificado.

3. Evite a retenção com os pulmões cheios em caso de hipertensão, cardiopatias, glaucoma ou gravidez no chatuspādāsana, a postura dos quatro apoios.

4. Nunca force o corpo ou a respiração. Se sentir dores articulares cesse imediatamente os movimentos e procure a ajuda de um profissional de saúde. 

 

    COMENTÁRIOS

    Comentar artigo

  1. Emilia Maranhão

    A Saudação ao Sol é algo inenarrável. Reforça a nossa certeza de dias melhores e nosso eterno agradecimento à essa fonte de vida, que é o SOL.
    Responder