Ásana: descrição das 32 posturas

2:1. Existem oito milhões e quatrocentos mil ásana descritas por Shiva. Existem tantos ásana como criaturas vivas no universo.

2:2. De todos eles, oitenta quatro são os melhores e entre estes, trinta e dois consideram-se úteis para os que habitam este mundo.

2:3-6. Os trinta e dois ásana que proporcionam a perfeição neste mundo material são os seguintes:

1. Siddhásana (postura perfeita)
2. Padmásana (postura de lótus)
3. Bhadrásana (postura de bem-estar)
4. Muktásana (postura de liberação)
5. Vajrásana (postura do raio)
6. Svastikásana (postura afortunada)
7. Simhásana (postura do leão)
8. Gomukhásana (postura da cabeça de vaca)
9. Virásana (postura heróica)
10. Dhanurásana (postura do arco)
11. Mritásana (postura do cadáver)
12. Guptásana (postura oculta)
13. Matsyásana (postura do peixe)
14. Matsyendrásana (postura de Matsyendra)
15. Paschimottanásana (postura da pinça)
16. Gorakshásana (postura de Goraksha)
17. Utkatásana (postura elevada)
18. Sankatásana (postura perigosa)
19. Mayurásana (postura do pavão)
20. Kukkutásana (postura do galo)
21. Kurmásana (postura da tartaruga)
22. Uttanakurmásana (postura da tartaruga em extensão)
23. Mandukásana (postura da rã)
24. Uttanamandukásana (postura da rã em extensão)
25. Vrikshásana (postura da árvore)
26. Garudásana (postura da águia)
27. Vrishásana (postura do touro)
28. Salabhásana (postura do gafanhoto)
29. Makarásana (postura do crocodilo)
30. Ushtrásana (postura do camelo)
31. Bhujangásana (postura da cobra)
32. Yogásana (postura de yoga)

Siddhásana

2:7. O praticante que tenha dominado as suas paixões deve: colocar ocalcanhar (esquerdo) em contacto com o ânus e o outro sobre os genitais.Manter o queixo junto do peito. Permanecer imóvel e com as costas erectas.Dirigir o olhar para o intercílio. Esta postura conduz à libertação.

Padmásana

2:8. Colocar o pé direito sobre a coxa esquerda. E, de forma análoga, o péesquerdo sobre a coxa direita. Cruzar os braços atrás das costas. Segurarcom as mãos os dedos grandes dos pés. Colocar o queixo junto do peito.Fixar o olhar na ponta do nariz. Esta postura cura todas as enfermidades.

Bhadrásana

2:9-10. Colocar os calcanhares cruzados debaixo dos órgãos sexuais. Cruzaros braços atrás das costas. Segurar com as mãos os dedos grandes dos pés.Adoptar jalandarabhanda. Fixar o olhar na ponta do nariz. Esta postura curatodas as enfermidades.

Muktásana

2:11. Colocar o calcanhar esquerdo na base dos genitais. Colocar o direitoem cima dos genitais. Manter costas, pescoço e cabeça alinhados. Esta postura proporciona siddhi.

Vajrásana

2:12. Juntar as coxas, apertadas como um diamante. Colocar as pernas debaixo do ânus (sentar-se em cima dos pés, com os calcanhares separados). Esta postura proporciona siddhi.

Svastikásana

2:13. Colocar cada pé entre os gémeos e a coxa (da perna contrária). Manter o corpo erguido nesta cómoda posição.

Simhásana

2:14-15. Colocar os calcanhares cruzados e voltados para cima por debaixo dos órgãos sexuais. Colocar os joelhos no solo e as mãos apoiadas nosjoelhos. Abrir a boca e efectuar jalandarabhanda. Fixar o olhar na ponta donariz. Esta postura destrói todas as enfermedades.

Gomukhásana

2:16. Colocar os pés no solo com os calcanhares cruzados por debaixo dasnádegas. O corpo deve manter-se firme, com a cara levantada e a bocasaliente. Permanecer sentado tranquilamente. Esta postura faz lembrar ofocinho de uma vaca.

Virásana

2:17. Colocar um pé sobre a coxa oposta. Girar o outro pé para trás.

Dhanurásana

2:18. Estender as pernas no solo, rectas como uma vara. Segurar os dois péscom as mãos, de tal forma que se dobre o corpo como um arco.

Mritásana

2:19. Permanecer deitado de costas no solo, completamente estendido,denomina-se postura do cadáver. Esta postura elimina a fadiga física eacalma a agitação mental.

Guptásana

2:20. Ocultar os pés por debaixo das coxas e dos joelhos. Colocar asnádegas sobre os pés.

Matsyásana

2:21. Adoptar a postura de lótus (sem cruzar os braços por detrás dascostas). Permanecer deitado sobre as costas. Segurar a cabeça entre oscotovelos.

Matsyendrásana

2:22-23. Manter relaxada a região abdominal e as costas. Dobrar a pernaesquerda e colocá-la sobre a coxa direita; depois colocar nesta o cotovelodireito e a cara na palma da mão direita. Fixar o olhar no intercílio. Esta postura denomina-se matsyendra.

Paschimottanásana

2:24. Estender as pernas no solo, rectas como uma vara, sem que oscalcanhares se toquem. Colocar a testa sobre os joelhos. Segurar os dedosdos pés com as mãos.

Gorakshásana

2:25-26. Colocar os pés voltados para cima, entre os joelhos e as coxas.Colocar as mãos abertas ocultando cuidadosamente os calcanhares. Contraira garganta e fixar o olhar na ponta do nariz. Esta postura proporciona otriunfo aos yoguis.

Utkatásana

2:27. Permanecer nas pontas dos dedos dos pés, com os calcanhareslevantados do solo. Colocar as nádegas sobre os calcanhares.

Sankatásana

2:28. Apoiar pé e perna esquerdos no solo. Rodar a perna esquerda com adireita. Colocar as mãos sobre os joelhos.

Mayurásana

2:29-30. Colocar as palmas das mãos no solo. Apoiar o abdómen sobre oscotovelos. Levantar-se sobre as mãos com as pernas no ar, cruzadas emlótus. Esta postura estimula a digestão e elimina as enfermidades abdominais.

Kukkutásana

2:31. Sentar-se no solo com as pernas cruzadas em lótus. Apoiar as mãos nosolo introduzindo os braços entre as coxas e os gémeos. Levantar-se emequilíbrio sobre as mãos, suportando o peso do corpo com os cotovelos.

Kurmásana

2:32. Cruzar os calcanhares debaixo dos órgãos sexuais. Manter alinhadas ascostas, cabeça e pescoço.

Uttanakurmásana

2:33. Adoptar kukkutásana (postura do galo). Segurar o pescoço com as mãos. Erguer-se, alongar-se como uma tartaruga.

Mandkukásana

2:34. Colocar os pés para trás com os dedos dos pés tocando-se. Joelhospara a frente (bem afastados).

Uttanamandukásana

2:35. Colocar-se em mandukásana (postura da rã). Sustentar a cabeça comos cotovelos. Alongar o corpo como uma rã.

Vrikshásana

2:36. Manter-se de pé sobre a perna esquerda. Colocar o pé direito sobre acoxa esquerda. Permanecer erecto como uma árvore plantada no solo.

Garudásana

2:37. Pressionar as coxas contra o solo. Manter o corpo firme com as mãos sobre os joelhos.

Vrishásana

2:38. Colocar o ânus sobre o calcanhar direito. Cruzar a perna esquerda sobre a direita. Colocar o pé esquerdo ao lado da perna direita.

Salabhásana

2:39. Colocar a boca [queixo] junto ao solo. Colocar as palmas das mãos no solo, à altura do peito. Levantar as pernas à altura de um cotovelo.

Makarásana

2:40. Colocar a boca [queixo] e o peito em contacto com o solo. Estender eseparar (amplamente) as pernas. Segurar a cabeça com os braços. Esta postura aumenta o calor corporal.

Ushtrásana

2:41. Colocar a boca [queixo] junto ao solo. Dobrar as pernas para trás. Agarrar os pés com as mãos. Contrair fortemente os músculos abdominais e a boca.

Bhujangásana

2:42-43. Colocar a metade do corpo, desde o umbigo até aos pés, no solo. Apoiar as palmas das mãos no solo. Levantar a cabeça e a parte superior docorpo, como uma serpente. Esta postura aumenta o calor corporal e elimina todas as enfermidades. Com a sua prática desperta-se a kundalini.

Yogásana

2:44-45. Girar os pés para cima e colocá-los (cruzados) sobre os joelhos. Colocar as mãos no solo, com as palmas voltadas para cima. Fixar o olhar na ponta do nariz.


Traduzido pelo praticante e professor português de Yoga Gustavo André Cunha. O email do Gustavo é cunhagustavo@gmail.com.

    COMENTÁRIOS

    Comentar artigo

  1. Diva Paiva

    Pedro, acabo de mandar-lhe uma mensagem agradecendo por ter postado esse texto. Mas lendo com mais cuidado, encontrei uma série de incongruências. Acho que houve um engano de edição, uma troca na descrição da execução de vários ásanas.

    ==============

    Olá Diva,

    quais seriam esses erros?

    Namaste!



    Gustavo

    Teve mesmo algum erro ?



    Responder


  2. Diva Paiva

    Obrigada Pedro! Procurei por todo lado essas descrições. Um abraço!


    Responder


  3. Shantipriya

    Oi Pedro! Bom, surgiu uma dúvida aqui que está me intrigando... Fiz um workshop com vc sobre a Gheranda Samhita pela Unipaz 2 anos atrás, ocasião na qual vc ministrou a prática descrita neste shastra. Comprei um livro com a Gheranda Samhita traduzido pelo Prof. Tinoco e percebi que a descrição do Garudásana é completamente diferente daquilo que vc. nos ensinou. Vim pesquisar outra tradução e está a mesma coisa. Então pintou a duvida.. Vc poderia, por favor, apontar o porquê dessa diferença? Ouvi por aí que existe outra Gheranda Samhita, datada ainda mais tardiamente... Obrigada, desde já, pelo esclarecimento. Namastê.
    Responder


  4. Neiva Gonçalves Votto

    Olá tudo bem? Gosto muito deste site. Para mim que estudo Yoga e gosto da filosofia bem fundamentada nas bases do Yoga é maravilhoso. É muito gostoso retornar a falar com voces e uma atitude despreendida e muito carinhosa de passarem este conhecimento online. Aguardo informações de alguns cursos em Sta.Catarina para saber mais informações da última viagem a India a qual não pude acompanhar , bem como de cursospois moro em Rio Grande e a distância mais fácil para meu deslocamento em finais de semana é Sta Catarina. Passo prática do Yoga durante a semana e a suspensão das aulas dá uma chiadeira nas turmas . Que todos continuem tendo idéias gentis. Namastê Neiva
    Responder